terça-feira, dezembro 11, 2007


Pede para sair “Seu 013”!!!!!



A questão sobre a CPMF , parece não ter fim, o barba está fazendo de tudo para aprovar, já está se tornando uma situação ridícula, alguns comentam que será a maior desgraça, alguns dizem que não fará a menor diferença. Só posso dizer uma coisa, tanta picaretagem, tanta sacanagem, e de repente a CPMF virou o vilão brasileiro, a madrasta malvada. Mas a verdade é uma só:
A CPMF não vai quebrar o Brasil, o que vai quebrar este País é um governo corrupto, cercado de picaretagem por todos os lados, nosso dinheiro está sendo desviado para Sangue sugas, mensalões, e uma infinidade de afazeres que nada justificam o desejo do povo. Aumento de salário de parlamentares(verdadeiros absurdos), reforma do senado( as acomodações estavam desconfortáveis) a pensão da pulada de cerca de parlamentares...Puta que eu pariu! Não fiz filhos, mas pago a conta dos filhos dos deputados e senadores. As contas do governo, a prefeitura de São Paulo na gestão Miss Daslú, mostrou várias irregularidades, e nada foi cobrado, nada julgado, e nada justificado.
Seu 013 pede pra sair, pede pra sair!!!!!!Aqui não tem corrupto caralho!!!!!! Pede pra sair!!!!!!Parem de saquear o Brasil! Xô CPMF, fora patifes, vamos transformar este País em algo decente Sr. 013, isso aqui é uma organização séria, não pode ouvir tanto disparate e deixar o Sr. na corporação, o Sr. é um Fanfarrão Sr. 013. Parem de gastar o dinheiro publico e desviar verba. Isso vai quebrar o Brasil, isso vai impedir o crescimento! E não a CPMF!
Chega de nepotismo, chega de toma lá da cá! Chega de humilhação!!!Chega de mensalão!!!Chega de corrupção!!!!! Sr. 013 pede pra sair! Por favor pede pra sair!!!!!!!!
E em pesquisas sobre a prefeitura de São Paulo, a Miss Daslú está empatada com Geraldo Alkimin em primeiro lugar! Paulistano, você merece se f..., merece tudo de mal que acontece com sua família! Parece piada! Palmas ao teatro dos vampiros! Viva a liberdade de expressão!


Pitacos futebolísticos:

Nem com a série B o torcedor do Corinthians vai exercer a humildade, portanto que venha a série C, todo castigo para corno é pouco!

Palmeiras não segurou Caio Jr. Um cara que tirou leite de pedra, fez um trabalho fantástico com a matéria prima que tinha em mãos, palmeirense todo castigo para corno é pouco!

Santista re-elegeu Marcelo Teixeira? Todo castigo para corno é pouco!

Assistindo ao programa canal livre da Bandeirantes, vi que o entrevistado era Rogério Ceni, conheço ele pessoalmente, não é meu amigo, nem trocamos duas ou três palavras, mas por efeito de patrocinadores, e alguns cursos que nos colocaram frente à frente, me possibilitaram de falar um pouco sobre este ídolo São Paulino. Como goleiro, isto na minha visão, Zetti foi melhor, mas no conjunto goleiro, líder, símbolo. Rogério é sem dúvida a melhor definição no futebol brasileiro. Por tudo que acompanhei deste profissional, o que se vê é que até em torcedores do São Paulo Rogério causa descontentamento, ele extrapola a questão do profissional, ele é profissional até na hora comemorar títulos, uma coisa robótica. Rogério passa a impressão de frio devido ao seu extremo profissionalismo, até na questão de onde se apresentar, você não verá Rogério em uma Gazeta dividindo espaço com Chico Lang, mas verá em um programa com o clã Beting, e outros profissionais competentes. O cara é muito competente, merece tudo que tem, mas tanto profissionalismo chateia, cança! Rogério é chato, muito chato, cansativo, mas com todos os méritos o melhor goleiro do mundo, dentro das quatro linhas! São Paulino a vida pós Rogério... Se não acredita...Todo castigo para corno é pouco!

quarta-feira, dezembro 05, 2007


Brasileirão 2007, o marco zero!



O campeonato brasileiro de 2007 vai ficar marcado, pois, depois de tanta emoção é impossível que ainda existam pessoas discutindo a viabilidade dos pontos corridos, até a última rodada muita coisa rolou, inclusive a cabeça do mosqueteiro de Parque São Jorge. Essa fórmula de campeonato é de longe, mas muito longe mesmo, mais justa, visto as campanhas de América e São Paulo. Mas sem dúvida nenhuma 2007 será um marco zero para imprensa esportiva brasileira, marco este por ser responsável pela queda do Corinthians à segunda divisão, dando credibilidade á competição depois de um 2005 obscuro, e tantos outros casos históricos, para tirar definitivamente a prova dos nove só falta o Flamengo parar de ser beneficiado em tribunais , jogos, etc.
Em 2008 a imprensa esportiva brasileira vai poder notar que existe vida pós Corinthians, e que existem outros esportes e outras equipes tão importantes quanto, a globo vai poder ganhar seu dinheirinho, os estádios vão continuar lotados (se não caírem igual à Fonte Nova). Alguns amigos meus inteligentes até, insistem em dizer que time grande não deve cair...Mas até hoje não me dobraram, se tiver de cair que caia, esporte é competição, e como tal deve premiar os melhores, e castigar os piores. O esporte ensina a viver, portanto Corinthians por todas maracutaias, pela formação de quadrilha, pelos escândalos, e principalmente pela falta de competência:
Feliz 2008, tenha uma ótima segundona! Levanta, sacode a poeira e dê a volta por cima. Mas de uma forma digna, por favor!
Imprensa...Não sejam viúvas de São Jorge...Apóiem outros esportes...E principalmente dê abertura a quem merece, não é Sr. Chico Lang? O Sr é formador de opinião, cuidado com as palavras, mostre que não é estenocéfalo, e peça desculpas pelas declarações equivocadas do domingo.
As vezes algumas brigas por interesse fazem vir á tona alguns podres, felizmente saiu algo de bom na picuinha ferrenha que travam Globo e Record, pois, como a CBF ficou do lado da Globo na questão dos direitos sobre competições, a Record ontem decidiu esculhambar com o Sr. Ricardo Teixeira e a entidade que preside, uma matéria bombástica que mostra que não é só o Corinthians/MSI que usa estratégias obscuras para atingir seus objetivos. Como uma boa novela, vamos aguardar as cenas do próximo capítulo.

sexta-feira, novembro 30, 2007


Gente o prêmio esdrúxulo desta semana vai para os comerciais com "heróis" brasileiros, pois, não contente com o infame Super 15 (que já teve até boneco), surge agora o Super Mega Hiper da Marabraz. Quem são estas mentes brilhantes? Enem já nos cursos de publicidade!!!!!!!

O próximo passo deverá ser HQ, desenho animado.... Imaginem o titânico duelo de Super 15 contra Super Mega Hiper? E uma liga dos "Heróis do Consumo": Super Mega Hiper, Super 15, o incrível Casas Bahia, o Ultra Poly Shop, a mulher Marisa, e o Abominavél Sr. Ponto frio.

E os uniformes? Vejam as imagens e chorem! Muito, mas muito esdrúxulo tudo isso!

sexta-feira, novembro 23, 2007


A vencedora da sexta esdrúxula da semana ficou com o video do Astro Boy enviada pelo leitor Fransérgio. Cliquem no link e vejam que coisinha tosca!


Abraços!

Ah democracia!


Em vista dos últimos acontecimentos, não há como deixar de enaltecer a democracia, pois, em uma semana um rei mandou um projeto de ditador língua solta calar a boca, e o mesmo foi enaltecido pelo presidente de vocês, que garantiu não haver pessoa mais democrática no mundo. Ás vezes creio que o Sr. Lula acredita que paga bolsa família para o Brasil inteiro, sem distinção, não é possível, além de não saber de nada, o barba acredita verdadeiramente que nós também não sabemos, pena que no Brasil não temos mais rei, caso contrário teríamos alguém para mandar este cidadão calar a boca.
Hugo Chaves controla a TV, manipula o senado, e está se tornando um ditador, seus plebiscitos cada vez mais se mostram cartas marcadas, mas sim existe democracia na Venezuela, tente você não sendo um rei mandar Chavez calar sua boca, com certeza será alvo de represálias, mas não, segundo o barba ninguém é mais democrático, mas este discurso soa como: “Ai que vontade de ser o camarada Chavez!”. Mas o que mais me incomoda neste discurso é a possibilidade de um terceiro mandato, pois o barba sabendo que governa um país inerte, sem força política alguma do povo, com certeza sabe que pode mexer onde quiser, não rebaixando o coringão, nem cortando carnaval, ou aumentando o preço da cerva, pode fazer o que quiser, está tudo na lei como diria Rauzito, o golpe parece estar em andamento, a cada discurso, a cada negativa, minha mãe sempre diz: “Quem desdenha quer comprar!”
Não basta-se isso nossos ilustres senadores, estão querendo gastar mais de cem milhões de reais em melhorias no senado, as atuais dependências estão obsoletas e desconfortáveis, é verdade...Precisamos aprovar a CPMF, pois é vital para o sucesso do nosso país, precisamos deste dinheiro caso contrário vamos quebrar. Eita governinho sem vergonha, não é Sr. Mantega? Ou seria Manteiga?!
Até quando nosso país será refém destes vampiros? Até quando o povo vai ficar em silêncio? Será que nunca tomaremos uma atitude? Essa letargia me deixa angustiado, um país inteiro refém de um governo corrupto, onde assim como nas terra Chavianas, as pesquisas dizem que a maior parte da população aprova seu governo. Que triste fim para o país do futuro!

Sea Shepherd Lança Operação Migaloo em Defesa às Baleias no Santuátio de Baleias da Antártica
Em dezembro a Sea Shepherd Conservation Society embarcará em sua quarta expedição às águas do distante litoral Antártico com o lançamento de sua mais recente campanha pela defesa das baleias na Antártica: a Operação Migaloo. A Sea Shepherd não ficará de braços cruzados enquanto baleeiros japoneses têm como alvo aproximadamente 1.000 baleias, incluindo 50 baleias jubarte e 10 baleias fin em extinção.
A campanha é nomeada em honra à Migaloo, nome dado à baleia jubarte albina que se tornou um ícone nacional na Austrália. Este ano, os olhares dos impiedosos baleeiros japoneses estão centrados nas jubartes, significando que a Migaloo e toda sua família estarão sob ameaça iminente de morte nas mãos dos baleeiros piratas japoneses.
O Fundador e Presidente da Sea Shepherd Conservation Society, Capitão Paul Watson, embarcará em breve com sua tripulação internacional no navio Robert Hunter, para fazer valer a lei internacional de conservação e prevenir a morte ilegal de espécies em extinção por uma frota baleeira criminosa. Enquanto os baleeiros japoneses buscam caçar e matar Migaloo e sua família, a Sea Shepherd estará caçando os baleeiros com o objetivo de intervir em suas atividades ilegais.
"Eu não estabeleci a Sea Shepherd Conservation Society como uma organização de protesto”, diz Capitão Watson. "Eu não vou ao mar durante todos estes anos para simplesmente testemunhar as atrocidades que os baleeiros continuam infligindo nos seres mais gentis e inteligentes dos mares. Nós somos policiais dos mares, operando legalmente de acordo com as diretrizes do Tratado Mundial da Natureza das Nações Unidas, que permite a execução da lei de conservação internacional através de organizações não-governamentais em áreas de jurisdição internacional.”
Por mais de três décadas, a Sea Shepherd esteve na vanguarda das guerras pelas baleias e defendeu esses gigantes gentis onde quer que fosse e sempre que possível. A Sea Shepherd superou muitas dificuldades com recursos insuficientes, ganhou muitas vitórias e salvou as vidas de milhares de baleias. Em 2005- 2006, a Sea Shepherd atormentou a frota japonesa suficientemente para assegurar que eles voltassem para casa com 83 baleias a menos da cota determinada. Em 2006-2007, os baleeiros japoneses não alcançaram sua cota ilegal em mais de 500 baleias. A Sea Shepherd retornará este ano com um navio que acompanhará a velocidade da frota japonesa, com novos equipamentos para intervenção e uma tripulação internacional de voluntários dedicados que perderão suas férias no fim do mundo em uma viagem histórica para salvar as baleias.A Sea Shepherd está em uma missão para proteger o maior tesouro dos grandes mares – as grandiosas baleias. "Nós somos obcecados em parar a Estrela da Morte dos Cetáceos, aquela máquina mortal e cruel conhecida como Nisshin Maru, e sua frota impediosa de baleeiros armados com arpões mortalmente equipados por explosivos”, diz Capitão Watson. "Porque se matarmos as baleias, os tubarões, as focas e as tartarugas marinhas, destruiremos a fundação da vida no oceano, e assim destruiremos a humanidade".
O Instituto Sea Shepherd Brasil é uma ONG sem fins lucrativos que luta pela preservação da vida marinha em todo o país. Filie-se a nós. Visite nosso site e colabore:
http://www.easymailing.com.br/easy/links.php?AGE_ID=47254&PES_ID=5314455&url=http%3A%2F%2Fwww.seashepherd.org.br%2F
Nós não apenas falamos em salvar os oceanos, nós o fazemos!
Sua doação de R$25.00 anuais ou mais o tornará elegível a fazer sua inscrição a tripulante em uma de nossas embarcações, o intitula a 10% de desconto em nossos produtos na http://www.seashop.com.br/ e a 10% de desconto em nossos cursos de capacitação.
Banco Itaú, Agência 6243, Conta Corrente 08426-3,
CNPJ 03326123/0001-05
Favor enviar seu nome completo, endereço e e-mail junto com seu comprovante de depósito para seashepherd@seashepherd.org.br ou Instituto Sea Shepherd Brasil – Caixa Postal 17.501, Porto Alegre, RS 91010-972.

sexta-feira, novembro 09, 2007


O vencedor da coisa mais esdrúxula da semana, vai para o versatíl Pai Ambrósio, o cartaz mostra toda riuqueza de habilidades deste incrivél brasileiro.

Um abraço, e bom fim de semana!

terça-feira, novembro 06, 2007


Ramakrishna



Não gosto de falar de religião, por ser algo muito particular de cada indivíduo, mas ao ler um trecho do livro “Epopéias da Índia Antiga”, resolvi escrever algo que acho de vital importância no mundo de hoje, e que torna o pensamento deste yogi cada vez mais necessário, a intolerância e o fanatismo já causaram mortes de mais, em pleno século XXI é triste constatar que o homem ainda não compreendeu que suas diferenças são o seu todo, e que cada fragmento de religiosidade tem de ser usada para um maior entendimento de nós mesmos e de como podemos agregar e construir um futuro melhor, para nossos filhos. Católicos, Protestantes, Muçulmanos, Budistas, Hinduístas e tantos outros precisam olhar para frente e perceber que biologicamente não existem diferenças, e intelectualmente todas estas pequenas diferenças se completam.

Segue abaixo trecho sobre Ramakrishna do livro “Epopéias da Índia Antiga” do filósofo Swami Vivekananda:

“Meu mestre costumava dizer: [“A religião pode ser dada e recebida mais efetiva e tangivelmente do que qualquer coisa neste mundo”]
Religião não é palavrório, não é doutrina, teoria, sectarismo, nem pode ser encerrada em congregações e igrejas. É a relação entre a alma e Deus. Como pode limitar-se a uma sociedade humana? Enquanto se eclesiastiza, a religião degenera em negócio e perde a espiritualidade, deixa de ser verdadeira religião.”
“Não consiste a religião em construir templos, assistir o culto cerimonial, nem tampouco se encontra em livros, conferências, associações. Consiste no reconhecimento e pratica da verdade.”

“A segunda idéia que aprendi do meu mestre, porventura a mais vital, foi a admirável verdade de que as religiões professadas no mundo não são antagônicas, nem contraditórias, mas sim diversas fases da única e eterna Religião, que se adapta a todos os planos da existência e à mentalidade de vários povos em diferentes épocas da história do mundo.”

Salve Ramakrishna, e que o mundo perceba a sutileza de todo seu amor.

terça-feira, outubro 30, 2007


Agente somos inútil!

Ontem foi um dia daqueles, em que você tenta, tenta, e não consegue chegar em casa. Sabe como é? Tudo da errado, e quanto maior a vontade de chegar no aconchego do seu lar, mais imprevistos acontecem. Esperei o trânsito fluir comendo um sanduíche no boteco do lado do escritório, pela TV notei que a enorme serpente vermelha atingia seus vastos kilômetros de congestionamento, um vento soprava indicando que ainda naquela noite choveria, aguardei mais ou menos uma hora até decidir seguir minha trajetória, já no ponto de ônibus, espero, espero e nada, as pernas já doíam quando o famigerado bólido chegou, entrei e logo fiz parte da multidão, lotado era um termo brando para o estado que se encontrava o interior da condução, sem contar que das terras remotas de onde vinha, devido alguns pingos em seu vidro, pude notar que por lá já havia chovido, resultado? Todos os vidros fechados, logo imaginei - “O vírus do Ebola por aqui, estaria igual pinto no lixo!” – Mas mesmo assim decidi não me preocupar muito, pois logo estaria em meu palácio, protegido e feliz, liguei meu MP3 e sorridente cantarolava baixinho as melodias que invadiam meu sistema auditivo, mais cinco minutinhos e cadê o som? Olho na tela do aparelhinho e de forma cruel, e robotizada aparece escrito em fonte digital - “Low Power” – O sangue subiu feito mercúrio em termômetro, contei até dez, relaxei, tentei abrir a mochila para pegar meu livro, mas foi em vão, não conseguia mover meus braços, o piloto com um par de luvinhas de couro preta, se imaginava o Speed Racer, só não calculou que seu ônibus estava mais para carro Mamute, que para Match5, resultado? A cada curva uma nova emoção, até o momento crucial, sim meus amigos, nosso nobre motorista enfiou seu lindo ônibus bicolor na traseira de uma Pick-Up, ai desceu o Speed (motorista), e seu fiel escudeiro que se parecia muito com o Gorducho (Cobrador), depois de minutos de um debate construtivo, e ouvindo o apelo da massa que já estava verde dentro do Titanic de quatro rodas, o Speed resolveu abrir as portas e deixar a multidão que se acotovelava seguir o fluxo. Lá estava eu, a pé e seguindo até o ponto mais próximo, pronto para esperar mais uma hora para pegar outro transporte tão confortável, foi quando me bateu um estalo...Sim meus amigos, se eu anda-se mais um pouco teria várias opções de ônibus, sim vou caminhar até o centro ali chegaria fácil ao meu destino. Depois de quinze minutos de caminhada o ponto parecia um Oásis, que visão mágica, confesso que meus olhos se encheram d´água, controlei minha emoção e logo estava em uma nova condução, e o que é melhor, sentado, sim meus amigos sentado, olho no relógio do meu celular tremendo espanto ao ver 21:40, ainda estava na rua, mas tudo bem, logo chegaria em casa. A viagem seguia tranqüila, eu sentadinho já lendo meu livro quando o trânsito resolve mais uma vez mostrar sua face medonha, ambulância pra cá, polícia pra lá, e logo estava composta a cena, surgiram alguns amarelinhos, cones pipocavam no escuro asfalto, quase rasguei o livro, o ódio foi ganhando formas nunca antes imaginadas, lembrei do Michael Douglas em - “Um dia de fúria!” – Contei até cem, e comecei pela primeira vez a cogitar que talvez chegar em casa seria impossível, com o desvio, o ônibus em que eu estava deixou de passar no ponto onde eu ia descer, resultado? Mais quinze minutos de uma bela caminhada, nervoso e pensando na vida, tento ler uma placa que diz o seguinte:
- VENDI-CE JELINHU – Puta que eu pariu! Lembrei na hora que o PT está querendo um terceiro mandato para o sem dedo, e ali eu percebi, o povo merece, merece como nunca o bom e velho barba! Lembrei também da música do Ultraje a Rigor, e Roger meu caro, você continua contemporâneo, sua música cada vez mais se enraíza no DNA do brasileiro.
Cheguei em casa as 23:10, depois desta placa, ainda passei por ruas sem iluminação, peguei um ônibus onde passageiro brigou com cobrador, vi um lixeiro cair do caminhão, e um Sr. cagando na rua. Quando finalmente cheguei em casa, um alívio tomou conta do meu ser, tomei um belo banho. Nem acredito!!!!! Ontem eu cheguei em casa!!!!!! Mas com um sentimento de “Agente somos inútil”!

Inútil
Ultraje A Rigor
Composição: Roger Moreira


A gente não sabemos escolher presidente

A gente não sabemos tomar conta da gente

A gente não sabemos nem escovar os dente

Tem gringo pensando que nóis é indigente


Inútil!A gente somos inútil!

Inútil!A gente somos inútil!

Inútil!A gente somos inútil!

Inútil!A gente somos inútil!


A gente faz carro e não sabe guiar

A gente faz trilho e não tem trem prá botar

A gente faz filho e não consegue criar

A gente pede grana e não consegue pagar


Inútil!A gente somos inútil!

Inútil!A gente somos inútil!

Inútil!A gente somos inútil!

Inútil!A gente somos inútil!


A gente faz música e não consegue gravar

A gente escreve livro e não consegue publicar

A gente escreve peça e não consegue encenar

A gente joga bola e não consegue ganhar


Inútil!A gente somos inútil!

Inútil!A gente somos inútil!Inútil!

A gente somos inútil!

sexta-feira, outubro 19, 2007


E o vencedor da coisa esdrúxula da semana vai para o fantástico produto Anemokol.
Enviado pela leitora Roberta, deliciem-se com está pérola da propaganda brasileira!
Um abraço!

http://www.youtube.com/watch?v=DWD5Jr4hS9I

quinta-feira, outubro 18, 2007


Brasileiro adora ser Branca de Neve!


Nesta semana o Dunga estava Zangado, o time andava meio que Soneca, Ronaldinho Gaúcho com seus 52 dentes parece estar sempre Feliz, o Julio César com a torcida do mengo estava todo Dengoso, o Galvão Bueno para variar estava “se achando” o Mestre, e eu com esse clima seco estava com o nariz vermelho parecendo o Atchim, sete anões mas sem o finado João Alves, que o tinhoso o tenha! Mas estava faltando um personagem, aliás, o personagem principal, a gloriosa Branca de Neve. Quem poderia ser? Ao raciocinar sobre o tema descobri que o povo brasileiro é perfeito para o papel, pois, sobre a cortina da maçã envenenada (pense na maçã como o ópio do futebol), o brasileiro esquece dos problemas, esquece das mazelas e falcatruas da capital, esquece da CPMF, e por ai vai, num sono eterno, enfeitiçado. Gostaria que o brasileiro demonstra-se o mesmo patriotismo para lutar pelos seus direitos, que demonstra num jogo do escrete canarinho, chorando ao ouvir o hino, e por ai vai, e o pior de tudo dentro do estádio, todos são brasileiros com muito orgulho, com muito amor, se abraçam, mas ao sair é cada um por si, todo aquele amor e patriotismo, aquele respeito pelo cidadão do lado some, vale a lei de Gerson e a lei do cão. Ai eu pergunto...Espelho espelho meu, tem povo mais burro que o brasileiro?
A resposta do espelho cabe a cada um...

Algumas observações:
1- O Digníssimo mandatário em mais uma viagem, desta vez pela Africa, disse que a CPMF é necessária para que o projeto de aceleração do crescimento não vá para o brejo. Meu querido mandatário ao invés de usar o dinheiro arrecadado com esta famigerada taxa, porque o Sr. não corta o mensalão, os mensalinhos, e toda essa picaretagem que permeia por seu podre governo? Ou então por que o digníssimo não vende seu aconchegante avião-trailler? Barba meu querido...Como diz a canção: Vai tomar ...
2- Depois de tudo isso citado acima, ainda tem gente querendo re-estatizar a Vale, francamente, ai vamos precisar de outra taxa para cobrir o rombo que vai virar novamente esta empresa, de terceira mineradora do mundo vai passar a cabidão de emprego novamente, fora as maracutaias, pois é, enquanto o Brasil brinca de comunismo X capitalismo, o resto do mundo cresce, e novamente estamos como o pessoal do Pânico, fazendo a dancinha do siri, vai para o lado de cá...vai para o lado de lá...ridículo.

sexta-feira, outubro 05, 2007


O momento esdrúxulo da sexta foi enviado pelo leitor Fransérgio, nem vou comentar, vejam vocês mesmos acessando o link abaixo! E fiquem à vontade em mandar coisas esdrúxulas para este que vos fala!


Crise de flatulência no set de filmagem irrita Tom Cruise, diz tablóide


Durante as filmagens de seu novo filme, "Valkyrie", Tom Cruise pediu um momento de silêncio em homenagem aos heróis anti-nazistas que morreram na guerra. A homenagem emocionante foi interrompida por uma sonora flatulência vinda de um dos membros da equipe de filmagem.O ator, que interpreta um oficial alemão que participa de um plano pra assassinar Hitler, ficou furioso e teria pedido a cabeça do engraçadinho. O momento foi filmado e as fitas estão sendo analisadas para identificar o infeliz, que provavelmente será demitido.


Como é esdrúxulo este Tom Cruise, que mala, o galã pede um minuto de silêncio em respeito aos heróis anti-nazistas, e logo em seguida, caça o emprego de um cidadão de bem, que calhou de ter um "desarranjo" no solene momento em que o pavão "pagava de gatinho". Fala sério...Tom agindo assim você será tão nazista quanto Hitler.

quarta-feira, outubro 03, 2007


A leitora Raquel, me enviou esta imagem, é o novo lançamento do governo, depois do "aerolula" agora temos o "relaxa(1)" o avião particular da ministra que "relaxa e goza" com a crise!

Muito interessante este fluxograma do caso "Renan", para leigos e desavizados deixa bem claro a patifaria que virou o senado. Não é mesmo Ideli?

E como este país é esdrúxulo ao extremo, a Mônica Veloso ainda vai ganhar horrores pela Play-Boy de outubro, qualquer brasileiro que se preze, mesmo sendo um punheteiro tarado deveria optar por outra publicação masculina no mês de outubro.

sexta-feira, setembro 28, 2007


E como imagem esdrúxula da semana, este bucólico entardecer em Brasília!

Enviada pelo leitor Éneas. Caro leitor, obrigado pela contribuição, e continue prestigiando este humilde blog!

Bom eu iria postar somente uma imagem como a coisa esdrúxula da semana, mas não resisti à essa matéria enviada pela Raquel, olha que País politizado, que belo exemplo de pessoas públicas:


Depois de Gretchen, é a vez de Sabrina Sato entrar para a política, diz "Mônica Bergamo"
Da Redação Gretchen e Sabrina Sato, agora companheiras de partido
A cantora Gretchen e a apresentadora Sabrina Sato podem dividir o palanque, diz a coluna "Mônica Bergamo", da Folha de S. Paulo.A cantora dos anos 80, que é filiada do PPS (Partido Popular Socialista) pernambucano desde abril, tenta a vaga de prefeita de Itamaracá (PE). Já a musa do programa Pânico foi convidada para ser candidata a vereadora em SP, pelo mesmo partido.De acordo com a coluna, Sabrina -que não sabia da candidatura de Gretchen- está animada com a força que a companheira pode dar em campanha. "Acho ótimo. Quanto mais gente ajudar, melhor", diz.


Literatura


Gretchen e Sabrina não têm nenhuma experiência em política, mas disseram que vão se esforçar. Segundo o jornal, a "rainha do rebolado" disse que teria um professor particular de política. Um mês depois, havia lido apenas dez páginas de "Cartas a um Jovem Político", livro de Fernando Henrique Cardoso indicado por Jungmann.

Já a apresentadora de "Pânico na TV" diz ter um livro de Karl Marx, cujo título esqueceu. "É o que explica a transição para o comunismo, o socialismo, o capitalismo. Está empoeirado no meu quarto."

NomeOrigem("Celebridades - Noticias - Da Redação");

Participem, vamos mostrar alguma dignidade e começar a lutar pelos nossos direitos!!!!!

As TV´S e o patrocínio


TV aberta no Brasil além de ser um show de horrores devido a má qualidade de seus programas, muitas vezes copiados de programas americanos ou europeus, ainda sofre com a falta de bom senso na exposição de patrocinadores, tanto de atletas como no geral, em suma, se não for patrocinador da casa simplesmente apagam qualquer vestígio da tela. A campeã nesta pratica nefasta e a toda poderosa Rede Globo, que praticamente enquadra somente boca e olhos do entrevistado, mostrando uma enorme falta de respeito aos investidores, que usam uma boa parte de suas receitas em clubes, ou atletas, visando o retorno de mídia, esta atitude faz com que muitos esportes percam patrocinadores, se não for feito algo logo os interessados deixarão de investir, e atletas de categorias amadoras perderão o pouco apoio que conseguem hoje. Como as emissoras sempre se espelham na poderosa Globo, a Rede Record decidiu que deveria agir da mesma forma, não em seu programa de esportes, pois lá, o Sr. Milton Neves (campeão do “Merchan”) impediu o boicote dos patrocinadores, mostrando um bom senso raro para uma mesa redonda. Mas na novela Vidas Opostas, a sacanagem correu solta, foi cedido para seu figurino várias peças de confecção, e a TV do Bispo costurou, isso mesmo costurou tecidos por cima das logomarcas das empresas, uma falta de respeito com quem cedeu seu material de forma gratuita em troca de exposição, e não ficou só no item confecção, até as logosmarcas que dão identidade as grades dos automóveis, foram apagadas, de uma hora para outra, automóveis, roupas, e outros produtos e seus respectivos patrocinadores, simplesmente sumiram. Espero que o bom senso retorne as emissoras, caso contrário as empresas pensarão duas vezes em patrocinar atletas e clubes. Para se ter idéia, a Globo em seu famoso BBB, também pede certos produtos, mas com o detalhe que não poderia conter a logomarca. O Brasil vive nesta eterna luta para crescer e se desenvolver, mas com tamanha falta de respeito, tanto o esporte, como a cultura estão comprometidos. Abram o olho emissoras, ou podem ficar sem patrocínio, e com toda justiça do mundo. Afinal por que investir em uma instituição que retalha seus parceiros.

quarta-feira, setembro 26, 2007


Do Trânsito ao condomínio!


Voltando hoje para meu humilde lar decidi que escreveria sobre o trânsito, pois sábado houve uma campanha que visava melhorar os ares do paulistano, estimular atividades físicas, etc. Aproveitando o tema decidi perguntar a todos que participaram do meu dia, se haviam deixado seus bólidos na garagem, e os mesmos responderam categoricamente: NÃO! Visto que domingo o céu de São Paulo estava em um lindo tom de Marrom Vandick, ninguém deu a mínima para a iniciativa. O uso do carro é banalizado ao extremo na capital, tem gente que usa o carro para ir à padaria, isso quando não gasta uma Guarapiranga inteira lavando seu Voyage 84 italiano (cheio de massa), como diz o posto do Dom Pedro I, brasileiro é apaixonado por carro, mas é meio complicado, pois quando você pergunta por que a pessoa quer tanto um carro as repostas são quase sempre as mesmas: Liberdade, Necessidade, e O prazer de dirigir!
1) Liberdade - Em São Paulo impossível, sempre tem um amarelinho advertindo ou fechando e abrindo ruas, sem contar que os vidros devem ficar fechados para evitar assaltos.
2) Necessidade – Para se locomover em horário normal você não precisa necessariamente ter um veículo, no caso seria para emergências, e emergências não acontecem todo dia, se acontecer meu amigo, procure um pai de santo.
3) O prazer de dirigir – Catzo, que prazer pode haver em ficar parado por horas no transito inalando monóxido de carbono,talvez seja como nicotina e acabe viciando, sem contar o pé inchado de tanto pisar na embreagem.
Sinceramente, o caos que é o trânsito em São Paulo, não justifica nenhum dos itens acima, o que vemos são carros com uma ou no máximo duas pessoas, uma guerra acirrada por espaço, a ponto de uma simples volta para casa virar uma estressante aventura (vide as marginais, onde a luta por ganhar terreno, beira o contato físico).
É preciso rever tudo que envolve transporte em São Paulo, mas uma coisa é certa, chegando em casa indo para reunião de condomínio, descobri que se já é complicado que todos tenham bom senso entre poucos moradores, o que dizer do trânsito de uma cidade, se os paulistanos não conseguem discernir entre a prioridade de um portão de segurança, ou um jogo de cadeiras para o salão de festas o trabalho é árduo, e mais uma vez levar vantagem, não vai levar o brasileiro para nenhum lugar, isso independente de seu veículo, estaremos pisando sempre no mesmo rabo.

sexta-feira, setembro 21, 2007


Redação de volta as aulas


Depois de 10 dias de férias, e mais um ano de idade, me lembrei da famosa redação de volta as aulas, bons tempos em que minha única preocupação era descrever como tinha se sucedido minhas mal fadadas férias escolares, geralmente eram exatamente o contrário do que eu havia planejado, mesmo assim eu sempre floreava algum episódio.
Antes das férias em um ensolarado sábado, fui jogar basquete na escola onde fiz meu colegial técnico, como cheguei muito cedo, pois, tinha ido comprar refil do saco do aspirador de pó que para variar estava fora de linha e só existia uma loja em São Paulo com o bendito refil, acabei chegando muito cedo para as atividades esportivas, sozinho na quadra, e no pátio onde passei minha adolescência, dei por mim que estava com 33 anos, no mesmo lugar, sentindo o mesmo cheiro, o mesmo vento, sentado nos mesmos bancos, mas estava 16 anos mais velho, muita coisa estava mudada, eu estava mudado, e naquele momento eu pude perceber que a pior coisa em relação ao tempo, é que só podemos para-lo em nossas mentes, quando estou jogando naquela quadra, não existe idade, não há espaço para pensamentos complexos, e volto aos meus 17 anos, e minha mente por algumas horas pára no tempo, o tempo passa, não podemos mudar isso, mas uma coisa é certa ...Por mais que o tempo passe, em nossas mentes ele sempre terá um timer, congelando e fazendo correr o tempo!
Em 10 dias muita sacanagem desfilou pela Esdruxulândia chamada Brasil, o caso mais evidente foi a votação secreta, e absolvição do digníssimo Senador. “Puta que o pariu!”, não acho outro adjetivo para tamanha “filha-da-putagem”! O cidadão é desmascarado, fica nu perante a opinião pública, é absolvido em votação secreta, e deleita o público com uma declaração no mínimo de mal gosto: “Isso que é bonito na democracia!”, não basta-se isso outro cretino de paletó, diz: “Uma pessoa que passou pelo o que ele passou, merece umas férias!”. Férias? Férias quem merece é o povo brasileiro, férias destes digníssimos que envergonham a instituição. Ou saímos ás ruas e tomamos alguma providência, ou seremos reféns de senadores, e deputados. Se este cidadão continuar intocável, o Brasil perde, não só internamente, mas também externamente, este fato suja profundamente nossa já imunda imagem no exterior.
O presidente de vocês, disse que o Bush teria que resolver a crise americana, pois não ia deixar a crise cruzar o atlântico. Cruzar o atlântico? Pelo amor de Deus, alguém dê um Atlas geográfico a este cidadão!
Em São Paulo deve morrer mais gente vítima de ataque de Pit-Bull, que por afogamento, ou atropelamento, é um absurdo que tanto os cachorros quanto os donos sejam extremamente estenocéfalos, ou criam-se leis mais rígidas, ou teremos de andar armados na rua, para defesa de ladrões e Pit-Bull´s. Lamentável!
Para finalizar minha redação de volta as aulas, fica aqui minha homenagem à Pedro de Lara, e Ruth Romcy. Obrigado pela alegria!

sexta-feira, agosto 31, 2007


A coisa mais esdrúxula da semana vai....

Esta foto foi extraída de uma apresentação em power-point enviada por e-mail intitulado "pérolas do Orkut".

A foto fala por si só! Não tenho mais comentários!

terça-feira, agosto 28, 2007


SÃO PAULO - Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) aceitaram, até a última segunda-feira, 40 denúncias contra os acusados de envolvimento com o mensalão. Saiba quais foram:


Anderson Adauto, ex-ministro dos Transportes – lavagem de dinheiro e corrupção ativa
Anita Leocádia, ex-assessora do deputado federal Paulo Rocha – lavagem de dinheiro
Antonio Lamas, irmão de Jacinto Lamas –formação de quadrilha e lavagem de dinheiro
Ayana Tenório, ex-vice-presidente do Banco Rural – gestão fraudulenta de instituição financeira, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha
Bispo Rodrigues (Carlos Rodrigues), ex-deputado federal do PL – corrupção passiva e lavagem de dinheiro
Breno Fischerg, sócio na corretora Bonus-Banval - formação de quadrilha e lavagem de dinheiro
Carlos Alberto Quaglia, dono da empresa Natimar - formação de quadrilha e lavagem de dinheiro
Cristiano Paz, sócio de Marcos Valério – corrupção ativa, peculato, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, evasão de divisas
Delúbio Soares, ex-tesoureiro do PT – corrupção ativa, formação de quadrilha
Duda Mendonça, publicitário - lavagem de dinheiro, evasão de divisas
Emerson Palmieri, ex-tesoureiro informal do PTB – corrupção passiva, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha
Enivaldo Quadrado, dono da corretora Bonus-Banval – formação de quadrilha e lavagem de dinheiro
Geiza Dias, auxiliava Simone, ex-diretora da SMP&B – lavagem de dinheiro, corrupção ativa, formação de quadrilha, evasão de divisas
Henrique Pizzolato, ex-diretor de marketing do Banco do Brasil – peculato, corrupção passiva, lavagem de dinheiro
Jacinto Lamas, ex-tesoureiro do PL (hoje PR) - formação de quadrilha, corrupção passiva e lavagem de dinheiro
João Cláudio Genu, ex-assessor da liderança do PP - formação de quadrilha, corrupção passiva e lavagem de dinheiro
João Magno, ex-deputado federal petista – lavagem de dinheiro
João Paulo Cunha, deputado federal (PT-SP) – corrupção passiva, lavagem de dinheiro, peculato
José Borba, ex-deputado federal, foi líder do PMDB – corrupção passiva e lavagem de dinheiro
José Dirceu, ex-ministro chefe da Casa Civil, seria o chefe da “quadrilha” – corrupção ativa e formação de quadrilha
José Genoino, deputado federal (PT-SP) - corrupção ativa, formação de quadrilha
José Janene, primeiro-tesoureiro do PP - formação de quadrilha , corrupção passiva e lavagem de dinheiro
José Luiz Alves, ex-chefe de gabinete de Anderson Adauto no Ministério dos Transportes – lavagem de dinheiro
José Roberto Salgado, vice-presidente do Banco Rural – gestão fraudulenta de instituição financeira, lavagem, formação de quadrilha, evasão de divisas
Kátia Rabello, dona do Banco Rural – gestão fraudulenta de instituição financeira, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, evasão de divisas
Luiz Gushiken, ex-ministro da Secretaria de Comunicação da Presidência da República – peculato
Marcos Valério, publicitário, seria o operador do esquema – corrupção ativa, peculato, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, evasão de divisas
Paulo Rocha, deputado federal (PT-PA) – lavagem de dinheiro
Pedro Corrêa, ex-deputado federal pelo PP - formação de quadrilha, corrupção passiva e lavagem de dinheiro
Pedro Henry, deputado federal (PP-MT) - formação de quadrilha, corrupção passiva e lavagem de dinheiro
Professor Luizinho, ex-líder do governo na Câmara – lavagem de dinheiro
Ramon Hollerbach, sócio de Marcos Valério – corrupção ativa, peculato, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, evasão de divisas
Roberto Jefferson, ex-deputado federal pelo PTB, denunciou o esquema – corrupção passiva e lavagem de dinheiro
Rogério Tolentino, sócio de Marcos Valério – lavagem de dinheiro, corrupção ativa, formação de quadrilha
Romeu Queiroz, ex-deputado federal pelo PTB – corrupção passiva e lavagem de dinheiro
Silvio Pereira, ex-secretário-geral do PT - formação de quadrilha
Simone Vasconcelos, ex-diretora da SMPB, e acusada de ser a principal operadora do esquema dirigido por Marcos Valério – lavagem de dinheiro, corrupção ativa, formação de quadrilha, evasão de divisas
Valdemar Costa Neto, deputado federal (PR-SP) - formação de quadrilha, corrupção passiva e lavagem de dinheiro
Vinicius Samarane, diretor do Banco Rural – gestão fraudulenta de instituição financeira, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, evasão de divisas
Zilmar Fernandes, sócia de Duda Mendonça - lavagem de dinheiro, evasão de divisas

Algumas denúncias foram recusadas pelos ministros. Saiba quais foram:

Ayana Tenório, ex-vice-presidente do Banco Rural - evasão de divisas
Delúbio Soares, ex-tesoureiro do PT – peculato
José Dirceu, ex-ministro chefe da Casa Civil, seria o chefe da “quadrilha” – peculato
José Genoino, deputado federal (PT-SP) – peculato e corrupção ativa
Marcos Valério, publicitário, acusado de ser o operador do esquema - falsidade ideológica
Rogério Tolentino, sócio de Marcos Valério – corrupção ativa, peculato
Silvio Pereira, ex-secretário-geral do PT – peculato e corrupção ativa

Os Crimes


Lavagem de dinheiro: conjunto de operações comerciais ou financeiras que buscam a incorporação na economia de cada país, de modo transitório ou permanente, de recursos, bens e valores de origem ilícita e que se desenvolvem por meio de um processo dinâmico constituído


Corrupção ativa: Crime praticado por particular contra a Administração em geral. Caracteriza-se pela oferta ou promessa de indevida a funcionário público, para determiná-lo a praticar, omitir ou retardar ato de ofício


Corrupção passiva: Quando é o próprio funcionário quem solicita ou recebe, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, vantagem indevida, ou aceita promessa de tal vantagem, desde que tais fatos ocorrem em razão da função, ainda que fora dela ou antes de assumi-la


Peculato: Crime praticado por um servidor público que se apropria de dinheiro ou qualquer bem a que tenha acesso em razão do cargo.


Falsidade ideológica: ato ilícito de omitir, em documento público ou particular, declaração que dele devia constar, ou nele inserir declaração falsa ou diversa da que deveria ser escrita, com o fim de prejudicar direito, criar obrigação ou alterar a verdade sobre fato juridicamente relevante


Evasão de divisas: emissão de dinheiro não declarada legalmente

sexta-feira, agosto 24, 2007


Dia da postagem esdrúxula, que hoje fica por conta das imagens mandadas pelo Fransérgio.

Salve o profeta Luis Claudio! Salve o pastor Lúcio hermano!

Meu amigo... E eu que achava o MacGyver campeão!?

quarta-feira, agosto 22, 2007



Só acontece no Brasil....

O avião tenta pousar... derrapa... não freia... a pista é pequena.... o reverso não funciona... não tem área de escape... tenta subir novamente... bate no prédio... explode..... pega fogo... morrem 200 pessoas... e sabe quem vai preso ?


O DONO DO PUTEIRO !Só pode ser brincadeira !

segunda-feira, agosto 20, 2007


15 de outubro é dia de mostrar sua consciência ecológica
Como nunca antes visto, a preocupação com a ecologia deixou de ser exclusividade apenas de estudiosos e passou a ser uma discussão do cotidiano de todos nós.Para divulgar, esclarecer e difundir ainda mais o assunto, o Blog Action Day (http://blogactionday.org/) propõe a todas as vozes ativas na Internet que, no dia 15 de outubro, escrevam qualquer texto sobre ambiente, sustentabilidade ou qualquer outro tópico que tenha relação com isso tudo.Sugerem também que cada um escreva sobre aquilo em que é mais envolvido. Um designer, por exemplo, poderia divagar sobre melhores formas de se escolher os materiais, na criação de uma embalagem.Mais uma maneira dos internautas do mundo todo mostrarem sua força. E por uma causa mais do que nobre.Saiba mais no http://www.nomequalquer.wordpress.com/.

sexta-feira, agosto 17, 2007


Como combinado é sexta feira, dia de postar algum tema esdrúxulo. Esta semana estou postando o link do Mini Kiss, trata-se de uma banda cover do Kiss, formada por anões, isso mesmo anões, tem também o Elvis, e outros "genéricos".Valeu Ailton pela dica esdrúxula da semana!

quinta-feira, agosto 16, 2007


A foto acima retrata uma outra enfermidade que afeta o nosso povo, o mal de FDP!
Advinhe quem é o brasileiro?

A lei de Gerson e a Síndrome de Rubinho!


Analisando bem as coisas que acontecem em nosso país, dei-me conta que a maioria dos brasileiros sofre, ou da lei de Gerson, ou da síndrome de Rubinho, estes dois males assolam nosso Brasil Varonil, e ao contrário de moléstias como dengue e malária, que geralmente são localizadas, estas duas viroses dominam quase toda a população, a lei de Gerson é mais famosa, é a dependência quase genética que o brasileiro tem de querer levar vantagem em tudo, já a síndrome de Rubinho, é uma moléstia mais recente, é o sentido de perseguição, é o fato da grama do vizinho ser sempre mais verdinha, sempre existe um “alemão”, e por ai vai. Quem sofre da síndrome diz que constantemente somos vítimas de algum complô. Pobres brasileiros! Se perdeu a copa... De certo foi roubado, nunca em hipótese alguma alguém pode jogar melhor que o escrete canarinho, sempre nós seremos vítimas de um complô, o mundo quer nos prejudicar. Brasileiro olhe para o próprio rabo, você pode estar sofrendo de Síndrome de Rubinho, de certo por estar em contanto com quem sofre da lei de Gerson, uma doença é simbiotica a outra. Pergunto, são os Franceses que fornecem drogas e armas ao Rio de Janeiro, para prejudicar o turismo na cidade maravilhosa, e assim conseguir permanecer no topo do turismo mundial? Pois é, a França (leia-se Paris) com um território pequeno se comparado ao Brasil, é o país que mais recebe turistas no mundo, o nosso país territorial, com uma extensa faixa de litoral exuberante, está bem longe de ser um top em turismo mundial, complô, com certeza, malditos Franceses!
Falando em complô, todos são unânimes em dizer que nossos governantes são corruptos, mas o mais engraçado é que todos ladrões de gravata continuam se re-elegendo, ninguém vai preso, não existe pressão da sociedade, acredito que o maior problema do brasileiro é saber o que fazer depois da corrupção, o “day after”. Será que há vida após a corrupção? Pois sem ela, em quem vamos colocar a culpa pelos nossos fracassos? Pela falta de dinheiro? Pelas estradas esburacadas? Seria isso culpa de algum alemão de queixo grande?. Tudo isso acontece porque nossa indignação, como diz o Skank, é uma mosca sem asas, e não atravessa as janelas de nossas casas. Espero que algum dia os sindicatos não tenham rabo preso, a sociedade mostre alguma reação, pois a inércia em que vivemos, só leva ao caos, tedioso, perigoso, e cada vez mais sem luz no final do túnel! Brasileiros, não somos coitados, é preciso orgulho próprio, é preciso vontade ( a mesma mostrada na frente da TV acompanhando o Pan), e mais que tudo, torna-se necessário uma atitude diferente da síndrome de Rubinho, e erradicar de vez a lei de Gerson, pois, quando se passa alguém para trás, você se prejudica mesmo que indiretamente, pois uma outra lei, esta sim mais correta de Newton,( “toda ação corresponde a uma reação, de maior ou igual intensidade”), mostra que ninguém terá um futuro melhor fazendo o pior aos outros. O futuro depende de cada um, parece chavão, ou refrão de música do Legião, mas é a pura verdade, a mudança começa por cada um de nós, vamos erradicar estas doenças, e transformar este Brasil em algo decente. Espero poder me orgulhar ao deixar este país aos meu filhos, vacinado e imune do câncer que o presidente não tem conhecimento.

Para encerrar:

1) O presidente, mais uma vez mostrou toda sua intelectualidade, ao pousar seu Aero-Lula no Panamá portando um chapéu “Panamá”, só esqueceram de avisar nosso erudito mandatário, que este acessório é originário do Equador. Não contente com uma simples falácia, ainda fez questão de errar o nome do presidente do Panamá três vezes! Porra, ele não sabe nem o nome do presidente do país que vai visitar?! Ele deve usar uma mascara, ainda será descoberto que na verdade Lula é uma sigla para “Loira Ufania Lerda e Apostasia”, e por baixo do disfarce saíra uma loira legítima, que ai sim acredito eu, não sabe de porra nenhuma!

2) Absurdo, a Suzane Chuck Von Richthofen, disse que não vai abrir mão da herança dos pais, até ai tudo bem, pois ela mesma planejou e tanto fez por essa bolada, portanto na cabecinha distorcida dela realmente ela tem direito. Agora a justiça e os advogados levarem isso a sério, é o fim do mundo, aliás para ele que eu quero descer!

3) Acabo de ler uma noticia que roubaram um leão e um gorila do Zoológico de Sorocaba...Dispensa comentários...Um Leão e um Gorila? Se o mundo parar me avisa, ainda quero descer!

sexta-feira, agosto 10, 2007




Toda sexta feira tentarei postar algum tema esdrúxulo (foto, ou texto), algo extraordinariamente ridículo, que mostra toda capacidade do ser humano em praticar patoxadas homéricas por este extenso planeta chamado Terra! Divirtam-se!

Campeonato de 'guitarra imaginária' começa nos EUA


O campeonato americano de "guitarra imaginária" ("air guitar") foi lançado em Washington com a primeira das 14 etapas que vão escolher os finalistas da competição. Cada competidor teve 60 segundos para exibir suas habilidades, fazendo de conta que estavam "tocando guitarra" em uma música de sua escolha.O vencedor de cada etapa terá viagem e acomodação pagas para participar da final, que será realizada em agosto, em Nova York. O campeão americano receberá U$ 1.000 e irá representar os EUA no campeonato mundial de "guitarra imaginária" a ser disputado em Oulu, na Finlândia, em setembro.Aos concorrentes, não basta fazer de conta - da forma mais espalhafatosa possível - que se está tocando uma guitarra invisível. Os juizes dão notas seguindo critérios como "mérito técnico" (proximidade às notas originais), "presença de palco" e "airness", que é definido pelos organizadores como a capacidade da apresentação de "transcender da imitação de uma guitarra de verdade e virar uma forma de arte em si".

sexta-feira, agosto 03, 2007


Estou tentando assimilar o que minha terceira orelha anda ouvindo por ai:
O Barba, não sabia de nada sobre o apagão aéreo? Não tinha idéia que a crise era algo tão sério. Mais uma vez ele não sabe de nada , não viu nada, e pode ter certeza, ele garante que vai investigar! Acho que vou me candidatar nas próximas eleições, pois garanto que pelo menos sei de mais coisas que o atual “presidente”.Sem contar a declaração de que a aviação brasileira é um cachorro com muitos donos...Que infelicidade! E comparar a um câncer? Posso dizer que ele existe mesmo presidente, existe, e atende pelo nome de Brasília!

quarta-feira, agosto 01, 2007

Vamos participar, a mudança tem que começar por cada um de nós!

Movimento Cívico pelo Direito dos Brasileiros

Começa nesta sexta-feira, 27 de julho, a campanha do Movimento Cívico pelo Direito dos Brasileiros. Liderado pela Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional São Paulo e com a participação de diversas entidades e lideranças da sociedade civil, a campanha visa sensibilizar os brasileiros a pararem durante um minuto, às 13 horas do dia 17 de agosto, quando o acidente com o avião da TAM completará 30 dias.
“Não se trata de um ato político, mas de uma manifestação cívica de cidadania e de amor ao Brasil”, afirma Luiz Flávio Borges D’Urso, presidente da OAB SP. “Com o silêncio, a sociedade poderá expressar sua solidariedade e indignação de forma pacífica, equilibrada e organizada”, completa.
O protesto silencioso do dia 17 de agosto deverá reunir artistas, personalidades, empresários, formadores de opinião e representantes de várias correntes religiosas em frente ao prédio da TAM Express, em São Paulo. A OAB SP acredita que o gesto será replicado em outras cidades do País.
Para disseminar a idéia e estimular a adesão pública, o Movimento lança nesta sexta, dia 27 de julho, uma campanha publicitária. As peças de mídia impressa e eletrônica mostrarão pessoas de todas as idades, raças e classes sociais descrevendo situações e fatos que contribuem para a sensação de caos, contra a qual esta campanha se posiciona.
Neste site, você poderá fazer comentários e divulgar ações programadas para o dia 17 de agosto. A meta é gerar um grande fórum virtual que fomente a manifestação democrática dos brasileiros.
As peças não levam a assinatura de nenhuma agência ou produtora porque resultam da contribuição voluntária de publicitários, câmeras, fotógrafos, atores e produtores.
“Com esta campanha, o Movimento pretende lembrar a população que cidadania não é algo que se exerce apenas pelo voto, de quatro em quatro anos”, destaca D’Urso. “Cada um de nós pode e deve se manifestar por meio dos canais previstos em um regime democrático. Somente com tal participação é que nossa jovem democracia se consolidará e atingirá um patamar mais maduro”, finaliza.
Esta será uma manifestação pacífica e silenciosa. Expresse seu sentimento da forma como achar melhor e no lugar onde achar mais conveniente: na rua, em casa ou no trabalho. Participe.
Pelo Brasil, vamos fazer 1 minuto de silêncio.Movimento Cívico pelo Direito dos Brasileiros.DIA 17 DE AGOSTO ÀS 13:00.

http://br.youtube.com/watch?v=Mg979NXblsQ

X-Men


O presidente de vocês disse ontem sobre as vaias que recebeu na abertura do Pan:

-“Deus fez a gente perfeito. A gente tem duas orelhas. Uma é para escutar vaia, a outra para escutar aplauso. Mas isso não incomoda, sobretudo os que estão vaiando eram os que mais deveriam estar aplaudindo. Os que estão vaiando, eu posso garantir que foram os que ganharam muito dinheiro nesse país, no meu governo. Aliás, a parte mais pobres que deveria estar zangada, porque ela teve menos do que eles tiveram. É só ver quanto ganharam os banqueiros, quanto ganharam os empresários. Nós vamos continuar a fazendo uma política sem discriminação. Ninguém vai viver de cara feia por isso. A única coisa que eu quero dizer, que todo mundo que conhece, é que com a democracia não se brinca. O que vem depois dela é sempre muito pior. E como eu já vivi o pior, quando eu vejo gente criticando o Congresso Nacional, com todos os defeitos que possa ter o Congresso Nacional, eu ponho a mão pro céu todo dia e agradeço a existência dele. Sem ele, esse país era muito pior.”

Com certeza eu devo ser praticamente um X-Men, pois tenho três orelhas, uma para escutar vaias, outra para escutar a aplausos e, creio que por seleção natural, como diria o grande Darwin, uma terceira para ouvir tanta asneira, só pode!

terça-feira, julho 31, 2007


Pitacos finais do Pan.



Acabou...O Brasil se superou, disputamos uma emocionante segunda posição com Cuba, mas no final o terceiro lugar ficou de bom tamanho, e mostrou mais uma vez que se houvesse investimento para formação de atletas seríamos um potência olímpica, sem delongas vamos aos pitacos:
1) Parabéns ao Basquete masculino, venceu com autoridade Porto Rico na final, um jogo que devolve o orgulho do esporte no País, mas não podemos esquecer que estes mesmos times campeões panamericanos costumam sucumbir nos pré-olímpicos da vida. Portanto Murilo e C.I.A precisam colocar as medalhas na gaveta e correr atrás da vaga olímpica, e quem sabe assim o Basquete volte à ser o segundo esporte nacional, exceção à Franca onde o Basquete sempre foi o primeiro esporte da cidade. E quanto ao Basquete Feminino, deu para perceber que temos meninas de futuro, e fica aqui meus agradecimentos a Janeth, fez muito pelo Basquete, mesmo com todas trapalhadas de uma federação incompetente. Obrigado Janeth!!!!.
2) Saretta aproveitou a ausência dos figurões do tênis, e em um campeonato que muito lembrou a campanha do Fininho em Santo Domingo levou um ouro que também motiva a molecada a jogar tênis, e quem sabe surgir mais um Guga. Ainda no tênis foi ridícula a organização, será que ninguém podia prever que poderia chover? Os torcedores ficaram vendidos, e no final, o jogo acabou transferido para uma quadra onde não caberia todos torcedores, simplesmente ridículo.
3) Na maratona, que loucura foi aquela? Esse Franck Caldeira mostra que estamos bem servidos de maratonistas, e nem com padre Irlandês ele perderia prova, nos 15Km finais ele simplesmente engoliu o Guatemalteco, parabéns Franck!
4) Todas as medalhas de ouro tem uma história, muito sofrimento, muita luta, mas nenhuma foi mais merecida do que a medalha conquistada pelas meninas do futebol, que mesmo sendo vice campeãs olímpicas e bi-campeãs panamericanas, vivem marginalizadas não só pelo machismo de um país patriarca, mas também pela própria entidade que defende, Ricardo Teixeira e sua trupe deveriam olhar com mais carinho, pois estas meninas andam honrando o nome do País do futebol, bem mais do que os Barbados de bolsos fartos.
5) O presidente de vocês, desistiu de "pagar de gatinho" na festa de encerramento, segundo ele as vaias(merecidíssimas! Diego Hipólito de boca fechada você é um grande atleta!) na abertura nada tiveram à ver com isso, e deve ser verdade né?O homem está trabalhando muito.... Vamos deixar o homem trabalhar.
6) O Nuzman já está planejando as olimpíadas, mesmo o Pan, tendo custado três vezes mais que o planejado, sinal que o negócio foi lucrativo, resta saber em que bolso a grana entrou.
7) E para finalizar, como foi bom receber notícias do Rio que nada tinham a ver com balas perdidas, caveirões, drogas, violência, etc. Pena que o sonho acabou!

sexta-feira, julho 27, 2007


Não é o retorno de Yuri, que em breve dará o ar da graça. Mas se trata da visão Osvaldiana sobre o apagão aéreo!

Relaxem e...
(clique na imagem para ver em tamanho natural)

segunda-feira, julho 23, 2007


JJ-3054



Como disse minha amiga Eli, está mais do que na hora de mudarmos o nome do aeroporto de Congonhas para aeroporto de vergonhas! Com relação ao “acidente”, coloco entre aspas, pois acidente é algo imprevisto, algo fora do planejado, e o que houve em “Vergonhas” foi uma coletânea de incompetências. Não vou entrar no mérito técnico, só peço que vocês leiam a entrevista abaixo, pois creio que ela explica bem o quê está acontecendo com a aviação brasileira, não só ela, pois estamos cercados de casos médicos, políticos, e administrativos que refletem uma falta de competência absurda. Como disse o pai de uma das vítimas do vôo da Tam- “Não foi só meu filho que morreu, hoje morreu também este País!”. Portanto está mais do que na hora do brasileiro deixar de ser patriota somente quando o assunto é esporte,se quisermos salvar o Brasil, precisamos começar à mudar nossa postura.



A revista ISTO É publicou esta entrevista de Camilo Vannuchi. O entrevistado é Roberto Shinyashiki, médico psiquiatra, com Pós-Graduação em administração de empresas pela USP, consultor organizacional e conferencista de renome nacional e internacional."CUIDADO COM OS BURROS MOTIVADOS"Em "Heróis de Verdade", o escritor combate a supervalorização da aparência e diz que falta ao Brasil competência, e não auto-estima.


ISTOÉ -- Quem são os heróis de verdade?


Roberto Shinyashiki -- Nossa sociedade ensina que, para ser uma pessoa de sucesso, você precisa ser diretor de uma multinacional, ter carro importado, viajar de primeira classe. O mundo define que poucas pessoas deram certo. Isso é uma loucura. Para cada diretor de empresa, há milhares de funcionários que não chegaram a ser gerentes. E essas pessoas são tratadas como uma multidão de fracassados. Quando olha para a própria vida, a maioria se convence de que não valeu a pena porque não conseguiu ter o carro nem a casa maravilhosa. Para mim, é importante que o filho da moça que trabalha na minha casa possa se orgulhar da mãe. O mundo precisa de pessoas mais simples e transparentes. Heróis de verdade são aqueles que trabalham para realizar seus projetos de vida, e não para impressionar os outros. São pessoas que sabem pedir desculpas e admitir que erraram.


ISTOÉ -- O sr. citaria exemplos?


Shinyashiki -- Quando eu nasci, minha mãe era empregada doméstica e meu pai, órfão aos sete anos, empregado em uma farmácia. Morávamos em um bairro miserável em São Vicente (SP) chamado Vila Margarida. Eles são meus heróis. Conseguiram criar seus quatro filhos, que hoje estão bem. Acho lindo quando o Cafu põe uma camisa em que está escrito "100% Jardim Irene". É pena que a maior parte das pessoas esconda suas raízes. O resultado é um mundo vítima da depressão, doença que acomete hoje 10% da população americana. Em países como Japão, Suécia e Noruega, há mais suicídio do que homicídio. Por que tanta gente se mata? Parte da culpa está na depressão das aparências, que acomete a mulher que, embora não ame mais o marido, mantém o casamento, ou o homem que passa décadas em um emprego que não o faz se sentir realizado, mas o faz se sentir seguro.


ISTOÉ -- Qual o resultado disso?


Shinyashiki -- Paranóia e depressão cada vez mais precoces. O pai quer preparar o filho para o futuro e mete o menino em aulas de inglês,informática e mandarim. Aos nove ou dez anos a depressão aparece. A única coisa que prepara uma criança para o futuro é ela poder ser criança. Com a desculpa de repará-los para o futuro, os malucos dos pais estão roubando a infância dos filhos. Essas crianças serão adultos inseguros e terão discursos hipócritas. Aliás, a hipocrisia já predomina no mundo corporativo.


ISTOÉ - Por quê?


Shinyashiki -- O mundo corporativo virou um mundo de faz-de-conta, a começar pelo processo de recrutamento. É contratado o sujeito com mais marketing pessoal. As corporações valorizam mais auto-estima do que a competência.Sou presidente da Editora Gente e entrevistei uma moça que respondia todas as minhas perguntas com uma ou duas palavras. Disse que ela não parecia demonstrar interesse. Ela me respondeu estar muito interessada, mas, como falava pouco, pediu que eu pesasse o desempenho dela, e não a conversa. Até porque ela era candidata a um emprego na contabilidade, e não de relações públicas. Contratei-a na hora. Num processo clássico de seleção, ela não passaria da primeira etapa.


ISTOÉ -- Há um script estabelecido?


Shinyashiki -- Sim. Quer ver uma pergunta estúpida feita por um presidente de multinacional no programa O aprendiz? "Qual é seu defeito?" Todos respondem que o defeito é não pensar na vida pessoal: "Eu mergulho de cabeça na empresa. Preciso aprender a relaxar". É exatamente o que o Chefe quer escutar. Por que você acha que nunca alguém respondeu ser desorganizado ou esquecido? É contratado quem é bom em conversar, em fingir. Da mesma forma,na maioria das vezes, são promovidos aqueles que fazem o jogo do poder. O vice-presidente de uma das maiores empresas do planeta me disse: "Sabe,Roberto, ninguém chega à vice-presidência sem mentir". Isso significa que quem fala a verdade não chega a diretor?


ISTOÉ -- Temos um modelo de gestão que premia pessoas mal preparadas?


Shinyashiki -- Ele cria pessoas arrogantes, que não têm a humildade de sepreparar, que não têm capacidade de ler um livro até o fim e não se preocupam com o conhecimento. Muitas equipes precisam de motivação, mas o maior problema no Brasil é competência. Cuidado com os burros motivados. Há muita gente motivada fazendo besteira. Não adianta você assumir uma função para a qual não está preparado. Fui cirurgião e me orgulho de nunca um paciente ter morrido na minha mão. Mas tenho a humildade de reconhecer que isso nunca aconteceu graças a meus chefes, que foram sábios em não me dar um caso para o qual eu não estava preparado. Hoje, o garoto sai da faculdade achando que sabe fazer uma neurocirurgia. O Brasil se tornou incompetente e não acordou para isso.


ISTOÉ -- Está sobrando auto-estima?


Shinyashiki -- Falta às pessoas a verdadeira auto-estima. Se eu preciso que os outros digam que sou o melhor, minha auto-estima está baixa. Antes, o ter conseguia substituir o ser. O cara mal-educado dava uma gorjeta alta para conquistar o respeito do garçom. Hoje, como as pessoas não conseguem nem ser nem ter, o objetivo de vida se tornou parecer. As pessoas parecem que sabem, parecem que fazem, parecem que acreditam. E poucos são humildes para confessar que não sabem. Há muitas mulheres solitárias no Brasil que preferem dizer que é melhor assim. Embora a auto-estima esteja baixa, fazem pose de que está tudo bem.


ISTOÉ -- Por que nos deixamos levar por essa necessidade de sermos perfeito sem tudo e de valorizar a aparência?


Shinyashiki -- Isso vem do vazio que sentimos. A gente continua valorizando os heróis. Quem vai salvar o Brasil? O Lula. Quem vai salvar o time? O técnico. Quem vai salvar meu casamento? O terapeuta. O problema é que eles não vão salvar nada! Tive um professor de filosofia que dizia: "Quando você quiser entender a essência do ser humano, imagine a rainha Elizabeth com uma crise de diarréia durante um jantar no Palácio de Buckingham". Pode parecer incrível, mas a rainha Elizabeth também tem diarréia. Ela certamente já teve dor de dente, já chorou de tristeza, já fez coisas que não deram certo. Agente tem de parar de procurar super-heróis. Porque se o super-herói não segura a onda, todo mundo o considera um fracassado.


ISTOÉ -- O conceito muda quando a expectativa não se comprova?


Shinyashiki -- Exatamente. A gente não é super-herói nem superfracassado. Agente acerta, erra, tem dias de alegria e dias de tristeza. Não há nada de errado nisso. Hoje, as pessoas estão questionando o Lula em parte porque acreditavam que ele fosse mudar suas vidas e se decepcionaram. A crise será positiva se elas entenderem que a responsabilidade pela própria vida é delas.


ISTOÉ -- Muitas pessoas acham que é fácil para o Roberto Shinyashiki dizer essas coisas, já que ele é bem-sucedido. O senhor tem defeitos?


Shinyashiki -- Tenho minhas angústias e inseguranças. Mas aceitá-las faz minha vida fluir facilmente. Há várias coisas que eu queria e não consegui.Jogar na Seleção Brasileira, tocar nos Beatles (risos). Meu filho mais velho nasceu com uma doença cerebral e hoje tem 25 anos. Com uma criança especial, eu aprendi que ou eu a amo do jeito que ela é ou vou massacrá-la o resto da vida para ser o filho que eu gostaria que fosse. Quando olho para trás,vejo que 60% das coisas que fiz deram certo. O resto foram apostas e erros. Dia desses apostei na edição de um livro que não deu certo. Um amigão me perguntou: "Quem decidiu publicar esse livro?" Eu respondi que tinha sido eu. O erro foi meu. Não preciso mentir.


ISTOÉ - Como as pessoas podem se livrar dessa tirania da aparência?


Shinyashiki -- O primeiro passo é pensar nas coisas que fazem as pessoas cederem a essa tirania e tentar evitá-las. São três fraquezas. A primeira é precisar de aplauso, a segunda é precisar se sentir amada e a terceira é buscar segurança. Os Beatles foram recusados por gravadoras e nem por isso desistiram. Hoje, o erro das escolas de música é definir o estilo do aluno. Elas ensinam a tocar como o Steve Vai, o B.B. King ou o Keith Richards. Os MBAs têm o mesmo problema: ensinam os alunos a serem covers do Bill Gates. O que as escolas deveriam fazer é ajudar o aluno a desenvolver suas próprias potencialidades.


ISTOÉ -- Muitas pessoas têm buscado sonhos que não são seus?


Shinyashiki -- A sociedade quer definir o que é certo. São quatro loucuras da sociedade. A primeira é instituir que todos têm de ter sucesso, como se ele não tivesse significados individuais. A segunda loucura é: você tem de estar feliz todos os dias. A terceira é: você tem que comprar tudo o que puder. O resultado é esse consumismo absurdo. Por fim, a quarta loucura: você tem de fazer as coisas do jeito certo. Jeito certo não existe. Não há um caminho único para se fazer as coisas. As metas são interessantes para o sucesso, mas não para a felicidade. Felicidade não é uma meta, mas um estado de espírito. Tem gente que diz que não será feliz enquanto não casar, enquanto outros se dizem infelizes justamente por causa do casamento. Você pode ser feliz tomando sorvete, ficando em casa com a família ou com amigos verdadeiros, levando os filhos para brincar ou indo à praia ou ao cinema. Quando era recém-formado em São Paulo, trabalhei em um hospital de pacientes terminais. Todos os dias morriam nove ou dez pacientes. Eu sempre procurei conversar com eles na hora da morte. A maior parte pega o médico pela camisa e diz: "Doutor, não me deixe morrer. Eu me sacrifiquei a vida inteira, agora eu quero aproveitá-la e ser feliz". Eu sentia uma dor enorme por não poder fazer nada. Ali eu aprendi que a felicidade é feita de coisas pequenas. Ninguém na hora da morte diz se arrepender por não ter aplicado o dinheiro em imóveis ou ações, mas sim de ter esperado muito tempo ou perdido várias oportunidades para aproveitar a vida.

segunda-feira, julho 16, 2007


Pitacos da copa América e do Pan.



Fim de semana agitado, começou o Panamericano mais uma vez o Corinthians não venceu o São Paulo, e rolou a final da Copa América, vamos aos pitacos:
1) A coisa mais esdrúxula do Pan, além do teto que voou, e da passagem da Vila Olímpica que afundou, fora as outras arenas moldadas a fita crepe e durepox, sem dúvida foi a fulana do levantamento de peso, se machucar na comemoração, e ainda sair carregada gritando Brasil, é uma das coisas mais ridículas que eu já vi. Detalhe: Ela não ganhou medalha alguma.
2) Outra coisa que não consigo entender é por que a “chama” Panamericana tem de vir do México? A chama olímpica com razão vem da Grécia, onde tudo se originou, existe uma simbologia, é algo com fundamento, agora essa história do México é muito tosca, na América latina não existe berço dos jogos, a única referência é Grega, portanto que se acenda a tocha com magiclick, e que acabe com toda picaretagem.
3) Falando em picaretagem, Nusman, preste contas de tudo que foi investido nestes jogos.
4) Falando de Copa América, o Brasil venceu, mostrou a força, e calou vários críticos, cale-se Flavio Prado, cale-se Wanderley Nogueira, o Brasil jogou bem, parem de babar no saco dos argentinos, Mineiro e Josué anularam Riquelme e Messi, futebol se ganha em campo,e o Brasil jogou muito, até o Doni que eu mesmo tenho restrições, devo admitir, jogou muito contra Uruguai e Argentina, e merece todos elogios.
5) Detalhe aos membros da imprensa esportiva, principalmente os dois citados acima. O Dunga, que conheço pessoalmente, trouxe novamente a dignidade à seleção, trabalhou junto com Jorginho sempre com seriedade, mostrando respeito a suas profissões. No programa Mesa Redonda não deram o braço a torcer, parem de criticar pessoas sérias, enfim existe alguém devolvendo a dignidade a seleção brasileira. Chora Flavio, chora Wanderley, criticas são boas quando tem fundamento, pois os badalados da sub-20 não seguiram em frente, no futebol o que vale, é seriedade e profissionalismo e isso Dunga e Jorginho tem de sobra.

quarta-feira, junho 27, 2007


War (tradução)
Bob Marley
Composição: Bob Marley
“Até que a filosofia que sustenta uma raça superior e outra inferior, seja finalmente e permanentemente desacreditada e abandonada havera guerra, eu digo guerra. Até que não existam cidadãos de 1º e 2º classe de qualquer nação. Até que a cor da pele de um homem seja menos significante do que a cor dos seus olhos havera guerra. Até que todos os direitos basicos sejam igualmente garantidos para todos, sem discriminação de raça, ate esse dia o sonho de paz duradoura, da cidadania mundial e as regras da moralidade internacional, permanecerão como ilusões fugares para serem perseguidas, mas nunca alcançadas agora havera guerra, guerra. Até que os regimes ignóbeis e infelizes, que aprisionam nossos irmãos em Angola, em Mozambique, Africa do sul em condições subhumanas, sejam derrubados e inteiramente destruído havera guerra, eu disse guerra.Guerra no leste, guerra no oeste, guerra no norte, guerra no sul,guerra, guerra, rumores de guerra. Até esse dia, o continente africano não conhecera a paz. Nós africanos lutaremos se necessário e sabemos que vamos vencer, porque estamos confiantes na vitória do bem sobre o mal, do bem sobre o mal...”


Esta música na verdade Bob Marley tirou de um discurso de um príncipe Etíope chamado Haile Selassie, nas nações unidas em 1963, como se pode ver, Iraque, e Rio de Janeiro, não diferem muito de Angola , Mozambique e África do Sul. Vivemos em guerra! Leiam a tradução, e escutem as músicas, que isso sirva de alerta aos governates, é muito triste saber que não evoluimos nada de 1963 para os tempos de hoje.WAR!






terça-feira, junho 26, 2007


Enfim o aquecimento Global!


O assunto da moda hoje em dia está sendo o aquecimento Global, para que não pareça algo muito aterrorizador vamos singelamente chamá-lo de A. G.
Bom o A. G. já é nosso vizinho á tempos, mas sabe como é, vizinhos são sempre um saco, estão sempre pedindo algo, sempre fazendo barulho, etc, etc, etc. Mas o A. G. ( Nossa como A. G. soa gringo, nada tão apropriado), não pode ser culpado de estar ai, ele não veio morar ao nosso lado por conta própria, e sim por um fator chamado I. H. V. G. P. H. N. P.
Ou seja: I ncapacidade do H omem de V iver e G erenciar em P az e H armonia a N atureza e o P laneta. Este fator nos torna reféns de nós mesmos, estamos usando o planeta isto é fato, mas depende de todos como iremos usa-lo mais apropriadamente, ou seja, o famoso desenvolvimento sustentável, muito falado e pouco executado, D. S.( vamos abrevia-lo também, para que não fique com ciúmes ) é como as reuniões de condomínio, onde todo mundo promete fazer tudo que se encontra no regimento interno do condomínio, mas no final o que se vê, é um conjunto de atitudes que nada agregam ao ambiente comum. O maior problema é que o planeta não tem um sindico, pois, Tim Maia já morreu, o que sobrou foi um senhorio, que no dia de ação de graças “liberta” um Peru de morrer na véspera, mas manda milhares de pseudo-americanos (Ramires, Gonzáles, Hernandez, etc) para morte certa num País distante, pelo pseudo-motivo do combate ao terrorismo, quando na verdade procurava um bode expiatório para não deitar sua pesada mão sobre o filho de seu sócio, no ramo de petróleo, petróleo esse que por força de sua combustão, atrai para nossa vizinhança nosso querido A.G. , mas não podemos acabar com carros á combustão, caso contrário o senhorio ficará numa pior, e não importa o A. G., nem o fato de poder fazer automóveis movidos até mesmo por simples moléculas de água, devemos sempre nos curvar a necessidade de uma minoria. Mas devemos tentar entende-lo, o cidadão sempre andou descalço no carpete, só empinou pipa no ventilador, aliás, ele não deve ter assinado o tratado de Kioto por não entender como podemos sentir calor, pois em seu air-force1, na White House, no Pentágono, o na casa do ....Sempre está cercado de sibilantes ares-condicionados, coca-cola gelada, e movido por sua filáucia segue como senhorio imponente, até o dia que o A. G. vai invadir tudo, entrar e gritar: -“Tá tudo dominado!”

Destruir o que nos mantêm vivos, é mesmo muita I. M. 2(Imbecilidade por Metro quadrado), mas infelizmente quem toma as decisões são os G. E. I. O. A. P. U. (Governates Estenocéfalos Imcapazes de Olhar Além do Próprio Umbigo).
Não podemos deixar de consumir nosso planeta, mas podemos escolher se seremos, a gripe ou o Ebola. Como dizia Rauzito na música, “As aventuras de Raul Seixas na cidade de Thor”:

“Bulinaram muito com o planeta
E o planeta como um cachorro eu vejo
Se ele já não agüenta mais as pulgas
Se livra delas num sacolejo”


Realmente o homem é o macaco que não deu certo!!!!!!


segunda-feira, junho 18, 2007


RELAXA E GOZA!


Estou a um certo tempo tentando postar este texto, mas como tenho muito o que fazer, não pude relaxar e gozar meus momentos na Esdruxulândia. Mas vamos lá, ouvi um discurso do presidente de vocês, e qual meu espanto quando ele, no auge de sua psicopatia, comparou nosso povo bronzeado e oprimido com os Suíços, isso mesmo você não leu errado, ele comparou o Brasil com a Suíça, e perguntou a você, se alguma vez viu um Suíço falando mal do seu País, por que segundo o“Barba”, nós Brasileiros só falamos mal da nossa terra de palmeiras onde cantam sabiás.
Ponha-se no lugar dos pobres Suíços, que vida angustiada eles levam, posso até imaginar um diálogo de dois Suíços, numa praça qualquer de Zurique:
-Ludovic, você não acha que nosso País está uma porcaria?
-É verdade Johann, estava falando disso ontem enquanto estacionava meu carro. Acredita, que mais uma vez não precisei rodar horas para achar uma vaga?
-Não acredito meu amigo Ludovic? Ninguém tentou roubar sua vaga? E o estacionamento tinha mais vagas que carros? Em que mundo estamos meu Deus?
-Isso mesmo Johann, mas me diga que atrocidade nosso hediondo País aprontou contigo?
-Veja bem amigo Ludovic, nosso País anda muito pacífico, já estou com 45 anos e nunca fui vítima de uma bala perdida, nem mesmo um “assaltozinho” para descarregar um pouco de adrenalina! Diga-me você já ouviu barulho de bala?
-Poxa agora você me pegou! Acho que no dia da independência, na parada militar atiraram para o alto!
-Mas ali não vale, eram balas de festim!
-É verdade Johann, onde vamos parar? Que ausência de adrenalina, agora só nos resta esquiar nos Alpes!
-Mesmo assim, imagine se sofrermos algum acidente nas montanhas? Seremos levados ao Hospital com tudo pago pelo governo, e com atendimento de primeiro mundo!
-Que horror Johann? Imagine só? Nem posso pagar horrores pela minha saúde! Isso é revoltante!
-Pois é Ludovic, e o que é pior, pagamos um “impostinho” de merda para ter tudo isso!
-Nem me fale daquela “merreca”! Além disso, toda parte de nosso imposto destinado para escola, chega ao seu destino sem desvios, e meus filhos estão tendo ensino de primeira linha!
-Isso me enoja Ludovic! Nosso País nessa calmaria, nos filhos com futuro garantido, que porcaria de lugar! Aqui tudo caminha bem, nada atrasa vide nossos relógios, odeio ser tão civilizado!
Neste exato momento a Senhora que estava ao lado dos Suiços retocando sua maquiagem, uma certa ministra do turismo, em mais uma de suas viagens à “trabalho”, ouvindo as queixas dos sofridos Helvéticos dispara:
-RELAXA E GOZA FOFINHOS!
Enquanto isso no País das Maravilhas, tem irmão caçando níquel, e o distinto continua não sabendo de nada! E presidente...Na Itália, os Italianos pregam a boca no governo, mas lá o povo é atuante. Tome cuidado com o que deseja!

quarta-feira, junho 06, 2007




Clique na imagem para ver em tamanho natural, e divirta-se:


Este novo personagem irá aleatóriamente desfilar por este espaço. Um abraço!

segunda-feira, junho 04, 2007


Rápidos pitacos de segunda pela manhã.



Semana curta com feriado na quinta, portanto o tempo para escrever também é curto, sem mais delongas, vamos aos pitacos:
1) A Band, mostrou que é uma verdadeira aprendiz da Globo, pois tendo exclusividade de transmissão da Fórmula Indy, ignorou o evento para transmitir o brasileiro, que também estava na grade da TV da família Marinho. Quando o tele-espectador vai ser respeitado?
2) Estou sempre falando daqueles cretinos de Brasília, portando os pitacos de hoje será destinado a pessoas que realmente fazem o brasileiro se orgulhar. Valeu Anderson Varejão, por ser o primeiro brasileiro em uma final de NBA, um abraço ao Senhor Nelson do Anjos, da periferia de Macapá, que montou uma academia de boxe e leva dignidade ás crianças e adultos da região.Parabéns aos brasileiros na maratona de São Paulo, apesar da dificuldade representaram bem o país. Nota triste para a USP, o circo dos estudantes até que tem certo sentido, pois a cidade universitária está um caco.
3) Falando em USP, no começo era possível ver o movimento com alegria, pois até que enfim os estudantes se mostravam atuantes. Mas se perderam no caminho, agora é uma espécie de Big Brother, um monte de babaca querendo aparecer, fora ás questões políticas, com aproveitadores de plantão.
4) Garfaram o Paraná Clube, por que será que sempre favorecem os times grandes?
Gostaria de agradecer a minha amiga Roberta, sem ela a Esdruxulândia nunca teria saído do papel, ajudou a montar, e sempre que tenho alguma dúvida ela está lá para resolver meu problema. Obrigado Beluga!

quinta-feira, maio 31, 2007


Pitaquinhos!

Devido a falta de tempo, está cada vez mais complicado manter o blog atualizado, portanto, segue abaixo alguns pitacos sobre as atualidades:

1) O presidente de vocês, continua escolhendo com maestria seus ministros, eu acho interessante inteirar o número de ministros para 40, assim fica mais poético, lembra as mil e uma noites.
2) No Japão o ministro da agricultura se suicidou depois de denuncias de corrupção, se a moda pega por aqui, vou montar uma funerária em Brasília.
3) Evo Morales está reclamando da Fifa por proibir jogos na altitude, como se o futebol Boliviano fosse uma maravilha e nunca precisassem da mesma para ganhar alguma porcaria de jogo, vai tocar flautinha de bambu né?
4) Agora vem mais CPI, na boa, não agüento mais, vou engavetar o projeto da funerária, e ir estudando o projeto de uma pizzaria no planalto central.

Em breve estarei postando mais textos, isso se a correria deixar!